Arquivo da tag: cliente

Balanced Scorecard (BSC) como ferramenta de gestão estratégica em Academias

Este artigo tem o objetivo de propor uma ferramenta de gestão estratégica, denominada Balanced Scorecard (BSC), no gerenciamento de academias, desenvolvida pelos autores Robert S. Kaplan e David P. Norton, professores da Harvard Business School, no inicio dos anos 90.

O BSC é um modelo de avaliação de desempenho organizacional que procura ir além das informações produzidas pelos indicadores financeiros tradicionais, uma vez que estes indicadores por si só, são incapazes de avaliar os impulsionadores de rentabilidade no longo prazo.

Os seguintes conceitos norteiam esse modelo:

  1. Definir metas para dar foco ao negócio;
  2. Desenvolver a liderança da alta direção e alinhar programas e investimento por meio de ações, não somente por ordens e palavras;
  3. Promover o aperfeiçoamento das habilidades dos colaboradores;
  4. Direcionar com eficiência o processo de alocação de recursos e capital;
  5. Obter clareza nas informações e consenso no tocante à estratégia;
  6. Comunicar a estratégia corporativa a todos os níveis da estrutura organizacional;
  7. Alinhar objetivos e metas estratégicos com indicadores e incentivos eficazes.

Enfim, é uma sistemática que auxilia a traduzir sua estratégia em objetivos operacionais, que direcionam desempenho e comportamento, obtendo informações de fontes diferentes. Cada fonte representa uma dada perspectiva na implementação e avaliação das estratégias adotadas pela empresa:

BSC

  • Perspectiva Financeira: O setor financeiro é o encarregado das medições financeiras, como geração de fluxo de caixa, lucro operacional, retorno sobre o investimento, valor do acionista, enfim, avalia a sobrevivência da empresa, o sucesso atual e sua prosperidade.
  • Perspectiva Cliente: Avaliar a participação de mercado e as estratégias de manutenção e satisfação dos clientes. Geralmente as preocupações dos clientes são classificadas em quatro categorias: tempo, qualidade, desempenho e serviço.
  • Perspectiva Processos Internos do Negócio: Construir indicadores que avaliem o processo de lançamento de novos produtos, a proporção das atividades que agregam valor em relação as que não agregam, o grau de eficiência produtiva, os serviços pós-vendas realizados, o gerenciamento da marca e a manutenção de equipamentos e infraestrutura.
  • Perspectiva Aprendizado e Crescimento: Identifica a capacidade da empresa em gerar crescimento e melhorias de médio e longo prazo. As três fontes principais, neste caso, são pessoas, sistemas e procedimentos organizacionais, formando a base da melhoria da qualidade e da inovação. Nesta perspectiva os indicadores irão mensurar a capacidade da academia em manter seu estoque de talentos com alto índice de motivação e criatividade, pois só os recursos humanos são capazes de elaborar novas estratégias na busca do aumento do grau de competitividade da empresa.

O alinhamento do BSC com a estratégia empresarial inicia-se com a definição da missão, visão e dos objetivos estratégicos do negócio em cada uma das quatro perspectivas. Na sequência realiza-se uma análise dos fatores críticos de sucesso para o atingimento dos objetivos estratégicos, selecionam-se indicadores de desempenho e os responsáveis pela mensuração em cada área, para obter-se o feedback da implantação e sucesso da estratégia.

A implementação desta ferramenta de gestão estratégica demonstra de forma transparente como as decisões da academia podem produzir efeitos não só sobre seus próprios resultados, mas também em toda a estratégia corporativa.

“O grande desafio dos gestores de academia não é decidir o que a empresa deve fazer no futuro, e sim, o que fazer hoje para preparar a empresa para as incertezas no futuro!”