Cinco razões para incluir meia hora de exercícios na rotina diária

Trinta minutos diários são suficientes para garantir um estilo de vida mais saudável e prevenir doenças cardiovasculares, diabetes e osteoporose.

esteiraFalta de tempo não é desculpa para deixar de se exercitar. Apenas trinta minutos diários de atividade física são suficientes para a melhora da qualidade de vida, garante Paulo Costa Amaral, consultor técnico da Contours Academia para Mulheres. A seguir, Amaral lista alguns dos benefícios de exercícios em circuito. São trinta minutos que podem fazer a diferença.

1- Alívio do estresse
Exercícios físicos liberam endorfina e serotonina, substâncias responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar, que controlam o nível da dor e reduzem a ansiedade e o estresse, fazendo com que o corpo relaxe. “A prática de exercícios regulares é também uma grande aliada da nossa saúde emocional, uma vez que viver em meio ao trânsito e trabalhar sob pressão virou rotina para muitas pessoas, especialmente nas grandes cidades”, diz o consultor técnico, que lembra ainda que grande parte das mulheres convive com a dupla jornada de administrar carreira e família.

2 – Mais disposição para tarefas do dia-a-dia
Fazer exercícios regularmente por 30 minutos aumenta a resistência muscular, o que na prática facilita atividades cotidianas, como subir escadas, pendurar roupas, carregar as compras do supermercado, segurar o filho no colo ou mesmo ter disposição para pegar um cinema após uma jornada de trabalho no escritório. Exercícios regulares significam menos cansaço no final do dia e mais disposição para atividades rotineiras.

3- Prevenção da osteoporose
Atividade física com carga moderada, contribui para evitar a perda de massa óssea, constituindo-se em um ótimo preventivo contra a osteoporose. A menopausa acentua a perda óssea nas mulheres e os exercícios com carga auxiliam não só no fortalecimento muscular, como também na reposição de massa óssea. “A prática de exercícios deve ser constante ao longo da vida, mas após os 40 anos, incluir a caminhada e a musculação trazem muitos benefícios para a qualidade de vida das mulheres”, diz Paulo.

4- Controle do Diabetes
Segundo a Associação Nacional de Assistência ao diabético (ANAD), a prática regular de exercícios, associada ao tratamento correto da doença e ao controle da dieta, aumenta a eficácia da insulina, podendo reduzir a quantidade de medicação prescrita. A atividade física reduz o nível de glicose no sangue por até 48 horas após o treino. “Pessoas com diabetes ou doenças cardiovasculares, quando submetidas a um treino voltado às suas necessidades, ganham muito mais qualidade de vida e sentem no dia-a-dia a transformação que apenas 30 minutos diários podem trazer na vida prática”, diz Paulo.

5- Prevenção de Doenças Cardiovasculares
De acordo com a Associação Americana o Coração (American Heart Association – AHA), 30 minutos de exercícios aeróbicos diários ou 25 minutos de exercícios aeróbicos três vezes por semana, combinados a exercícios de musculação duas vezes por semana são suficientes para garantir a saúde cardíaca. O treino em circuito agrega o benefício de combinar exercícios aeróbicos e anaeróbicos sequenciais, ideais para a melhora cardiovascular. De acordo com o especialista, treinos curtos são ideais para quem tem uma rotina corrida e podem ser adaptados conforme as necessidades e limitações de cada aluna. “A vantagem do exercício em circuito é que ele dá conta de trabalhar grupos musculares separadamente, combinados a exercícios aeróbicos que estimulam a coordenação motora e que podem ser ajustados conforme a resistência corporal aumenta”, explica.

Fonte: http://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,713201,Cinco_razoes_para_incluir_meia_hora_de_exercicios_na_rotina_diaria,713201,13.htm

Material elaborado pelo Prof. Ms. Paulo Costa Amaral

Quais são as aulas de academia que mais emagrecem?

ginástica

Além de manter uma dieta saudável e equilibrada, para perder peso também é preciso praticar exercícios físicos. Quem quer acelerar o metabolismo e emagrecer mais rápido deve apostar em uma modalidade que promova alto gasto calórico e que, de quebra, ajude a esculpir o corpo.

Zumba

Febre nas academias, a aula de Zumba mistura movimentos de dança de ritmos latinos e internacionais, como salsa, merengue e hip hop. Segundo Raphael Rosa, especialista da modalidade, as coreografias combinam movimentos rápidos e lentos. Uma hora de aula de Zumba pode gastar até mil calorias.

Jump

Aula realizada em cima de um mini trampolim, o power jump melhora o condicionamento físico, ajuda a acabar com a celulite e emagrece. Segundo Paulo Costa Amaral, professor de educação física e consultor técnico da Contours, o power jump trabalha várias partes do corpo. O gasto calórico é de 600 a 900 kcal em uma aula de 55 minutos.

Kangoo Jumps

O calçado com moles acopladas à sola e as coreografias fáceis e dinâmicas fazem do Kangoo Jumps uma aula divertida e poderosa. De acordo com Jasper Ribeiro, da academia All Gym, em São Paulo, a modalidade ajuda a exterminar a celulite, melhora o condicionamento físico e o sistema cardiovascular e deixa o corpo torneado. Uma aula derrete até 800 kcal.

Capoeira

A mistura de arte marcial, cultura e música, fazem da capoeira uma aula que emagrece e agasta o estresse. Além de deixar o corpo mais forte e flexível, a luta brasileira promove um gasto calórico de até 670 kcal por aula.

Circo

Atividade divertida com tecidos, cama elástica e acrobacias, a aula de circo é uma ótima opção para quem deseja emagrecer e definir por meio de uma modalidade diferente. Segundo a personal trainer Iva Bittencourt, além de queimar 500 kcal, a aula exige muita força e por isso ajuda a esculpir o corpo.

Samba

Além de trabalhar todo o corpo, o samba é uma atividade física que oferece sensação de bem estar. A professora de samba Milena Nogueira afirma que a modalidade ajuda a tonificar pernas, bumbum, abdômen e braços e queima de 300 a 800 kcal por aula.

Crossfit

Uma das modalidades queridinhas das famosas, como Bruna Marquezine e Giovana Antonelli, o crossfit é um programa de atividades intervaladas de alta intensidade feitas ao longo de 30 minutos. Segundo Iva, por demandar um alto esforço, uma aula de crossfit queima até 800 kcal.

Muay Thai

Luta de origem tailandesa, o Muay Thai tem conquistado cada vez mais as mulheres por ser uma modalidade que ajuda a manter a forma e fortalecer braços, ombros e costas. Segundo o professor Gian Gaeta, a aula extermina até mil calorias e ajudaa extravasar as energias.

Squash

Jogado em dupla com raquetes em uma sala fechada, o squash está na lista de modalidades divertidas que deixam o metabolismo a mil. De acordo com Marino Oliveira, dono da rede Marino Squash (SP), a modalidade promove um gasto calórico de 1500 kcal em uma hora de aula e defini os músculos das penas, braços, ombros e costas.

Pular corda

Atividade aeróbica que aumenta a resistência cardiovascular, trabalha a coordenação e ajuda a tornear as pernas, pular corda é um exercício simples e barato. O personal trainer Oswaldo Langella explica que a prática ajuda a emagrecer porque exige um esforço corporal muito grande. “Meia hora pulando corda elimina cerca de 400 kcal”, completa.

Zumba step

Combinação das aulas de Zumba e step, a Zumba step se caracteriza por movimentos coreografados ao som de ritmos contagiantes feitos com auxílio de uma plataforma usada para subir e descer. De acordo com o professor Raphael Rosa, da academia Runner, em São Paulo, a modalidade realiza um trabalho muscular intenso, promove alto gasto calórico e melhora a frequência cardíaca.

Balé

Atividade física preferida de famosas como Letícia Spiller e Claudia Raia, o balé é uma ótima opção para quem deseja fugir das modalidades tradicionais. Segundo Pat Sauer, do Espaço de Arte Sauer Danças, no Rio de Janeiro, a dança ajuda a endireitar a coluna, enrijecer o abdômen e definir os músculos dos braços e pernas. Além disso, ela explica que é uma atividade relaxante com baixo risco de lesões.

Shbam

Em uma aula de 45 minutos de Shbam é possível eliminar 500 kcal e se divertir muito. A treinadora Bio Ritmo de São Paulo, Mônica Valladão, defini a modalidade como uma atividade para qualquer pessoa, sem restrições.

Fonte: http://www.nitratus.com.br/site/dicas/mostra.php?id=529

Execício de Step auxilia no combate ao estresse

Atividade que tem como objetivo principal enrijecer os músculos, ainda colabora para um rápido emagrecimento e a relaxa.

aula de step

Praticado com a ajuda de uma plataforma o step é um exercício muito benéfico ao corpo. Além de ajudar no emagrecimento, colabora para o desenvolvimento da coordenação motora e auxilia até mesmo no combate ao estresse. “A prática regular aumenta a eficiência do coração e dos pulmões, reduz a probabilidade de doenças cardiovasculares, treina a coordenação motora, diminui o percentual de gordura e proporciona bem estar físico e psicológico, e desta maneira, combate o estresse”, explica o consultor técnico Paulo Costa Amaral.
O treinamento produz uma resistência aeróbia, que além de auxiliar na queima de calorias facilita ao participante realizar movimentos naturais do dia a dia, como subir e descer escadas. A atividade pode ser realizada em aulas individuais ou dentro de um circuito de exercícios. Quando inserido dentro do circuito funcional, a modalidade consegue trabalhar diferentes objetivos de acordo com a necessidade de quem pratica, e também ajuda a melhorar a capacidade de realizar atividades de rotina. “No circuito a construção coreográfica dos exercícios é de acordo com as características físicas de cada um e a medida que o condicionamento aumenta, as coreografias ficam mais complexas e a plataforma do step é elevada”.
Cuidados necessários
O profissional alerta que independentemente do nível de condicionamento, o participante não deve exercitar-se em altura de plataforma que obrigue a articulação do joelho a uma flexão superior a 90 graus, quando todo o peso do corpo estiver sobre a perna que vai fazer o primeiro step para cima, isto é, quando a planta do pé está sobre a plataforma. “É muito importante realizar a atividade sob a supervisão de um profissional de educação física, pois, se feita corretamente, não gera tensão indevida sobre a coluna”. A dica para evitar qualquer tipo de mal-estar é sempre usar um tênis apropriado, monitorar o ritmo cardíaco e beber muita água.
Fonte: http://www.rac.com.br/_conteudo/2014/10/especial/estilo_rac/213723-execicio-de-step-auxilia-no-combate-ao-estresse.html

Com multibenefícios, o Jump é uma modalidade eficiente e divertida para quem quer moldar o corpo e conquistar saúde

Ajudar a emagrecer, auxiliar no combate da celulite, melhorar o equilíbrio e a coordenação motora e tonificar diferentes grupos musculares. Estes são os principais benefícios que o Jump traz em uma rotina de atividades físicas.


O Jump é um aparelho em formato de um mini trampolim, que auxilia na resistência cardiorrespiratória, tonificação muscular, equilíbrio e coordenação. Por ser uma aula dinâmica que proporciona diversão aliada ao treinamento físico, o exercício está entre os mais requisitados nas academias. O consultor técnico da Contours, rede de academias para mulheres, Paulo Costa Amaral, enfatiza ainda que o sucesso da modalidade se dá também porque ela colabora bastante no combate da celulite . “Os saltos realizados durante a aula aceleram a função de abre e fecha das válvulas dos capilares linfáticos, e isso ajuda na aceleração do sistema linfático que é responsável pela drenagem de fluídos e filtragem de derivados, combatendo a celulite”.

O treinamento com Jump proporciona ainda o aumento da aceleração gravitacional, que fortalece o sistema músculo esquelético preservando ligamentos e articulações. A ativação muscular dependerá muito da força exercida ao empurrar a lona, quanto maior o esforço, mais rápido os músculos serão ativados.  Outro benefício é que, em um único exercício, é possível trabalhar diversas partes do corpo. “A força de aceleração gravitacional é sentida pelo corpo inteiro então todas as partes são atingidas, principalmente os membros inferiores, como músculos quadríceps, glúteos, abdutores e panturrilhas”, comenta Amaral.

Segundo o professor, a atividade pode ser feita de forma exclusiva, em uma aula focada, ou incluída em um circuito funcional, com atividades complementares, trabalhando diferentes objetivos e melhorando a capacidade de realizar atividades de rotina, como agachar e levantar. “Incluir o Jump em circuitos é uma tendência que observamos em vários países. As alunas gostam muito, pois além de ser uma atividade eficiente para atingir resultados, quando combinada a outros exercícios, ela deixa o treino muito mais dinâmico.”

Segundo o educador físico, se a modalidade for praticada de 3 a 4 vezes por semana, dentro de um circuito de 30 minutos, a aluna conseguirá atingir objetivos dos mais variados, como emagrecimento, postura, equilíbrio e definição muscular.

Autor: Prof. Ms. Paulo Costa Amaral

Fonte: http://maisindaia.com.br/saude/2014/09/com-multibeneficios-o-jump-e-uma-modalidade-eficiente-e-divertida-para-quem-quer-moldar-o-corpo-e-conquistar-saude/

Prepare-se antes de correr: TIPOS DE PISADA

Analise sua pisada pela sola do seu calçado. Depois de um tempo de uso você pode ver quais são os pontos no tênis que
apresentam maior desgaste. E compare com as indicações acima.

pisada 1Pronador severo
A parte de fora do calcanhar atinge o solo primeiro e rotaciona o pé excessivamente para dentro, o que significa que o pé e o tornozelo não conseguem estabilizar o corpo corretamente.

 

 

 

pisada2

Pronador leve
A parte externa do calcanhar atinge o solo em primeiro lugar e o pé rotaciona para dentro, absorvendo o choque de maneira mais eficaz, o que permite que o pé e o tornozelo consigam suportar o corpo corretamente.

Este é o tipo de pisada mais comum.

 

 

pisada3Neutro

A parte externa do calcanhar atinge o solo em primeiro lugar e o pé gira levemente para dentro, absorvendo o impacto da pisada de maneira eficaz, permitindo ao pé e ao tornozelo suportarem o corpo corretamente.

Tornozelos e pés mantêm a linha vertical da perna.

 

pisada4Supinador
A parte externa do calcanhar atinge o solo em primeiro lugar, mas o pé não rotaciona para dentro durante o ciclo da pisada. Em vez disso, fica do lado de fora, gerando um impacto concentrado em uma área menor na parte externa do pé.